Get Adobe Flash player

A professora Doutora Manuela Queirós apresentou uma comunicação oral no VII Simpósio Nacional de Investigação em Psicologia, organizado pela Escola de Psicologia da Universidade do Minho, em Braga, nos dias 4, 5 e 6 de Fevereiro de 2010, com o tema "Ajuste Emocional e Saúde Mental no Jovem Adulto".

Resumo

Este estudo examina a saúde mental do jovem adulto relacionando-a com outras variáveis de ajustamento emocional. Analisámos os estilos de Resposta de Ruminação e Distracção, enquanto estratégias para enfrentar os estados de ânimo negativos, e a sua relação com a inteligência emocional percebida, a depressão e a saúde mental. A amostra foi de 120 universitários, com idades compreendidas entre os 18 e os 24 anos. Os resultados mostraram que as respostas ruminativas estão fortemente correlacionadas positivamente com a depressão (r=0,58; p<0,01) e negativamente com clareza de sentimentos (r=-0,26; p<0,01), reparação do estado emocional (r=-0,30; p<0,01) e saúde mental (r=-0,59; p<0,01). Pelo contrário, a Resposta de Distração apresentou coeficientes de correlação positivos e estatisticamente significativos na reparação do estado emocional (r=0,60; p<0,05) e na saúde mental (r=0,31; p<0,01). Verifica-se, tal como era esperado, uma associação negativa com a depressão (r=-0,26; p<0,01). As implicações destes resultados constituem uma futura linha de investigação.

PALAVRAS-CHAVE: Ruminação, Inteligência Emocional, Depressão, Saúde mental, Jovem adulto.

Para citar este artigo usa-se a seguinte referência bibliográfica:

Queirós, M. M., Queirós, M. M., Extremera, N., Fernández-Berrocal, P., e Queirós, P. S. (2010). Ajuste Emocional e Saúde Mental no Jovem Adulto. Actas do VII Simpósio Nacional de Investigação em Psicologia, Universidade do Minho, Portugal, 1095-1107